Imposto de renda MEI: 4 erros que você não pode cometer

Se você acompanha o nosso blog, já deve saber que fizemos um artigo bem completo sobre Declaração de Imposto de Renda MEI. Se você ainda não leu, pode conferir as informações principais sobre o tema aqui.

O prazo final para a entrega da declaração é no dia 30 de abril, mas a Receita Federal alerta: não deixem para fazer tudo na última hora. 

Aliás, esse é um dos principais erros que as pessoas cometem ano após ano. Em 2020, um dia antes do prazo final para encerrar a entrega da Declaração do imposto de Renda, cerca de 5,3 milhões de brasileiros ainda não haviam enviado seus documentos. 

Mas o que acontece se eu não entregar a minha Declaração do Imposto de Renda?
Se você se encaixa dentro dos critérios de obrigatoriedade e não entregar a declaração, prepare-se para ter dor de cabeça no futuro. Vamos recapitular quem é obrigado a declarar?

  • quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70;
  • quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Dito isso, saiba que se você deixar de declarar pode ser processado e, dependendo das circunstâncias, investigado pelo crime de sonegação fiscal. A pena para esse tipo de crime é de 2 a 5 anos de reclusão. Além disso, o CPF do contribuinte passa a constar como irregular e vai ficar bloqueado. Isso vai dificultar o acesso ao crédito, empréstimo, financiamento, além de impedir a renovação do passaporte. O contribuinte também fica impedido de prestar concurso público.

Não vale a pena arriscar, né?

Agora que você já entendeu a importância de cumprir essa obrigação fiscal, veja o que não pode fazer na hora de colocar a mão na massa.

LEIA MAIS: Você ainda faz a gestão da sua empresa na ponta do lápis? Esse erro pode ser fatal!

Se você se encaixa dentro dos critérios de obrigatoriedade e não entregar a declaração, prepare-se para ter dor de cabeça no futuro

4 erros que você não pode cometer na sua Declaração de Imposto de Renda

Vamos aos principais erros que os contribuintes cometem ao entregar a sua declaração.

  1. Inconsistência de informações
    A inconsistência de dados no cruzamento das informações pode fazer o contribuinte cair na malha fina. Quer um exemplo clássico? Você pode achar que as suas movimentações bancárias não serão analisadas, mas se a fonte pagadora declarar um valor feito a você que não consta como rendimento, já temos um problema. Gastos com saúde que não se encaixam como despesas médicas também podem causar confusão. Para evitar qualquer dúvida, consulte sempre o site da Receita Federal.
  2. Atribuição de valor ao bem
    O valor que você declara sobre um bem móvel ou imóvel não precisa ser atualizado pelo preço atual do mercado. A alteração desse preço só pode ser feita no caso de despesas com reforma, ampliação ou construção. E tudo isso deve ser documentado e comprovado por meio de notas fiscais.
  3. Gastos com dependente
    Antes de qualquer coisa, é importante lembrar que o dependente incluído na declaração deve ter o CPF informado à Receita e tudo que ele receber como rendimento também precisa ser informado, mesmo que não seja passível de tributação. E o mais importante: não é admitido que o mesmo dependente seja incluído em mais de uma declaração.
  4. Outras obrigações de declarar
    Independentemente da renda que o contribuinte ganhou em 2020, existem outros fatores que o obrigam a declarar o imposto de renda. São eles: 

Fique em dia com a Receita Federal. Para mais informações sobre Declaração de Imposto de Renda MEI e outras dicas para faciltar a vida do pequeno empreendedor acompanhe o Negócio de Sucesso.

Artigos relacionados

O poder da negociação: saber dialogar com fornecedores pode salvar seu negócio

Cidades e estados, de norte a sul do Brasil, estão adotando novas medidas de distanciamento social para barrar o avanço da pandemia...

Pix: Conheça as principais vantagens

Os pagamentos via Pix estarão disponíveis no Brasil em novembro de 2020. Trata-se de uma nova forma de pagar e receber por...

Manual de sobrevivência: saiba como manter o seu restaurante funcionando

Foram longos meses para o setor de alimentação desde que as primeiras medidas restritivas foram anunciadas para conter a pandemia do coronavírus....

Capacitação e transformação digital: saiba como se adequar aos novos tempos

Transformação digital. Esse é mais um termo que foi repetido à exaustão no último ano. Mas você sabe o que isso realmente...

Tempo de desaprender: entenda como isso pode impulsionar seu crescimento

O mundo está em constante transformação e quem não acompanha o ritmo acelerado das mudanças corre o risco de ficar para trás....

Loja digital: histórias reais que vão te fazer querer ter uma

A BSM Bagstore e o restaurante Zucco optaram por terem uma loja digital e agora seus negócios estão bombando na internet.

Artigos recentes

Saiba como fazer a gestão de fluxo de caixa da sua empresa

Sabemos que ter o controle da sua empresa é uma tarefa importante e um grande desafio para quem cuida das finanças do...

4 livros sobre empreendedorismo que você deve ter na cabeceira da sua cama

No universo do empreendedorismo conhecimento vale ouro. Pode até ser que algumas pessoas já venham com algumas habilidades "originais de fábrica", mas...

Saiba como apoiar o pequeno empreendedor no Dia das Mães

Não tem como negar, o Dia das Mães é uma data que causa um verdadeiro alvoroço no consumo varejista. No ano passado,...

Imposto de renda MEI: 4 erros que você não pode cometer

Se você acompanha o nosso blog, já deve saber que fizemos um artigo bem completo sobre Declaração de Imposto de Renda MEI....