Imposto de renda MEI: saiba como declarar

Chegou o momento de prestar contas com o Fisco 2020 e muitas dúvidas podem surgir com relação à declaração do Microempreendedor Individual. Já são quase 12 milhões de brasileiros formalizados, mas como será que funciona a declaração do Imposto de Renda MEI?

O primeiro ponto que deve ser esclarecido é que o Microempreendedor Individual exerce duas funções: o papel de empresário (Pessoa Jurídica) e o de cidadão (Pessoa Física). Cada um desses papéis tem suas obrigações específicas. Vamos por partes:

Pessoa Jurídica: Como MEI, o empreendedor precisa efetuar o pagamento mensal do DAS, além de fazer a Declaração Anual do Simples Nacional (DASNSIMEI). 

Pessoa Física: Dependendo dos rendimentos, o cidadão deve apresentar a Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF).

LEIA MAIS: Você ainda faz a gestão da sua empresa na ponta do lápis? Esse erro pode ser fatal!

Já está ficando um pouquinho mais claro? Vamos respoder às principais dúvidas que costumam surgir nesse período:

1) Como MEI, devo ou não entregar a declaração de imposto de renda? 
Isso vai depender da sua renda em 2020. Você é obrigado a declarar se:

  • recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

2) Existe alguma forma de isenção para quem ultrapassa o teto de R$ 28.559,70?
Uma parcela da renda vinda do MEI pode ser direcionada à pessoa física de maneira isenta. O percentual da isenção é calculado sobre o total do faturamento e varia de negócio para negócio, sendo 2% para serviços, 16% para transporte de passageiros e 8% para comércio ou indústria. Outros valores transferidos da empresa do MEI para sua pessoa física é tributável como “retirada de pró-labore”.

3) Se o meu rendimento está acima do teto permitido, como devo declarar?
A parcela isenta referente aos lucros distribuídos dentro dos limites permitidos deve ser informada na ficha “Rendimentos isentos e não tributáveis”, que o MEI pode encontrar na opção 13 da Declaração: “Rendimento de sócio ou titular de microempresa ou empresa de pequeno porte optante pelo Simples Nacional”. O resto deve ser informado na ficha “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica”, juntamente com o nome da empresa e o CNPJ.

4) Eu preciso contratar um contador?
Em boa parte dos casos, o MEI precisa apenas fazer apenas a Declaração Anual do Simples Nacional, que é relativamente fácil. Porém, se os negócios estão prosperando e o faturamento tende a aumentar, talvez convenha contratar um profissional para organizar a contabilidade da empresa. O empreendedor que tem registros contábeis, mesmo excendendo o teto, pagará imposto de renda apenas sobre a receita líquida. Como base nos registros, esse MEI poderá abater custos com despesas financeiras e materiais (por exemplo, aluguel, contas fixas como internet e luz, taxa de maquinha) e operacionais (transporte, comissão dos funcionários etc).

O Sebrae preparou uma cartilha completa sobre Declaração de Imposto de Renda para MEI, que você confere aqui. Nela você encontra um passo a passa que vai te ajudar na hora que você tiver que botar a mão na massa para fazer a sua Declaração.

LEIA MAIS: A força do pequeno empreendedor: seu negócio vale muito!

Fique de olho nas datas. O período para entrega da declaração é até as 23h59 do dia 30 de abril, horário de Brasília. Em 2021 a Receita espera receber mais de 32,6 milhões de declarações. Não fique de fora! Acompanhe o blog Negócio de Sucesso para mais informações sobre Declaração de Imposto de Renda MEI.  

Artigos relacionados

Esses são os cuidados necessários para a reabertura de bares e restaurantes

Em alguns Estados já foram permitidos a reabertura de bares e restaurantes. Para que isso aconteça, de forma segura para os funcionários...

Imposto de renda MEI: 4 erros que você não pode cometer

Se você acompanha o nosso blog, já deve saber que fizemos um artigo bem completo sobre Declaração de Imposto de Renda MEI....

Microcrédito: como e quando usar

Você quer começar um negócio, mas faltam recursos financeiros? O microcrédito pode ser uma boa solução! Mas, afinal, o...

3 dicas para bombar seu e-commerce nesse começo de ano

Essas dicas de e-commerce vão te ajudar, e muito, a fazer sua loja online bombar

5 dicas para se destacar no empreendedorismo digital

Você já ouviu falar em empreendedorismo digital? Talvez esse termo não seja o mais popular, mas trata-se de todo negócio que se...

Pix: TUDO o que você precisa saber para o seu negócio

O Pix uma nova forma de pagar e receber sem usar dinheiro, boletos ou cartões de crédito e débito. Ou seja, é...

Artigos recentes

Saiba como fazer a gestão de fluxo de caixa da sua empresa

Sabemos que ter o controle da sua empresa é uma tarefa importante e um grande desafio para quem cuida das finanças do...

4 livros sobre empreendedorismo que você deve ter na cabeceira da sua cama

No universo do empreendedorismo conhecimento vale ouro. Pode até ser que algumas pessoas já venham com algumas habilidades "originais de fábrica", mas...

Saiba como apoiar o pequeno empreendedor no Dia das Mães

Não tem como negar, o Dia das Mães é uma data que causa um verdadeiro alvoroço no consumo varejista. No ano passado,...

Imposto de renda MEI: 4 erros que você não pode cometer

Se você acompanha o nosso blog, já deve saber que fizemos um artigo bem completo sobre Declaração de Imposto de Renda MEI....