Feedback: Entenda a importância dele dentro das pequenas empresas

Comunicação efetiva é a chave para um bom entendimento das equipes (ou profissionais) dentro de uma organização. Distinguir e saber comunicar o que funciona, o que pode melhorar e o que deve ser descartado são habilidades fundamentais para quem quer ter um negócio de sucesso.

Apesar de conceitualmente simples, os feedbacks (termo em inglês que representa a junção de “feed” – alimentar – e “back” – de volta, que pode ser traduzido como o ato de realimentar, dar resposta a uma atitude ou comportamento) são ainda pouco utilizados dentro das empresas. 

A baixa frequência deve-se principalmente à falta de prática e à dificuldade de nos expressarmos. Nos sentimos despreparados para dar e para receber críticas e elogios, e fechamos esse canal poderoso de troca e aprendizado.

LEIA MAIS: Comunicação Não-Violenta: técnicas para aplicar na sua empresa

Muitas pessoas associam o feedback a algo negativo, mas essa é uma impressão completamente equivocada. Enquanto as devolutivas sobre pontos a serem desenvolvidos estimulam o crescimento profissional, um retorno positivo sobre o trabalho pode ser, por exemplo, um fator determinante para reter um talento na empresa (aliás, escrevemos um artigo bem completinho sobre gestão de pessoas, que você pode ler aqui). 

Segundo levantamento feito pela Hubspot sobre a importância do feedback, 69% dos funcionários garantem que trabalhariam com muito mais afinco se os seus esforços fossem reconhecidos. E, de fato, ainda de acordo com a pesquisa, os funcionários que são altamente engajados no trabalho recebem feedback, pelo menos, uma vez na semana. 

Quem tem medo do feedback?

Mas se estamos falando de um comportamento que beneficia todo mundo, por que o feedback ainda é tão temido?

De acordo com a revista Harvard Business Review, 69% dos gestores se sentem desconfortáveis ao se comunicar com a equipe. O que era para ser uma ferramenta para melhorar a estrutura organizacional e impulsionar o crescimento do profissional, acaba sendo uma fonte de ansiedade para ambos os lados. 

Mas, então, o que fazer?

Existe um tom certo e uma maneira adequada de dar um feedback e se você não tem a menor ideia de como fazer isso, não se preocupe! Nós vamos te dar todas as dicas logo abaixo. 

Como dar um feedback perfeito?

Ninguém nasce sabendo dar feedback, precisamos sair de nossa zona de conforto e nos preparamos para este momento. Somente com a prática periódica tornamos esta ferramenta um processo mais natural nas relações entre empregador e funcionário.

Dar um feedback quer dizer que você se importa com o seu profissional o suficiente para sair da sua zona de conforto e ter uma conversa bastante aberta.

Algumas dicas importantes:

  • Se prepare para este momento: reserve um local adequado, sem exposição e interrupções, reflita sobre os pontos que deseja abordar (positivos e aqueles desenvolver), formule exemplos.
  • Ressalte os pontos fortes e as qualidades, fortaleça os vínculos e crie um ambiente de respeito e cuidado ao colaborador.
  • Aborde os pontos de melhoria embasados em dados e fatos.
  • Traga suas expectativas de comportamentos e resultados esperados.
  • Ajude o colaborador a criar planos de ação aos pontos a desenvolver, dando dicas e orientações.
  • Torne o ambiente favorável para que o colaborador possa se expressar e questionar.
  • Solicite feedback para o colaborador, para que ele possa trazer seu ponto de vista sobre sua gestão (é sempre uma via de mão dupla).
  • Esteja aberto a receber o feedback (não fique se justificando ou corrigindo o colaborador).
  • Conclua fazendo combinações, e agendando outros momentos de acompanhamento e apoio ao colaborador.

Viu como esse tal de feedback não é nenhum bicho de sete cabeças? 

LEIA MAIS: Home office: saiba como levar o ambiente de trabalho para casa

Agora que você já conhece a ferramenta para estimular os profissionais da sua empresa e melhorar a cultura organizacional, que tal contar com o melhor parceiro para te acompanhar nessa jornada?

Você pode contratar as soluções de pagamento da Getnet pelo nosso site, por meio das agências Santander ou pela nossa Central de Relacionamento (4002 4000 e 4003 4000- regiões metropolitanas ou 0800 648 8000- demais localidades).

Simplifica e aproveita tudo o que a Getnet tem para gerenciar o seu negócio.

Artigos relacionados

Loja digital: histórias reais que vão te fazer querer ter uma

A BSM Bagstore e o restaurante Zucco optaram por terem uma loja digital e agora seus negócios estão bombando na internet.

Gestão financeira: desafios para os pequenos e médios empreendedores

Empreender não é uma tarefa fácil. Quem está começando um negócio agora pode até achar que vai seguir uma fórmula mágica e...

As informações fundamentais para você conhecer o cliente

Abrir uma empresa é o sonho de muita gente. Porém, te lembramos que é impossível ter sucesso sem conhecer o cliente do...

Fidelizar clientes é o caminho para vender mais

Nós sempre falamos por aqui que o cliente é rei. Mas não vale lembrar dele só na hora de vender não, viu?...

Máquina sem aluguel: veja como conseguir

Você acabou de abrir sua empresa e quer saber como ter uma máquina sem aluguel? Então essas dicas são pra você. Aqui...

Como montar uma loja de roupas na internet

Quer saber por que é o melhor momento para aprender como montar uma loja de roupas na internet. Se você ainda se...

Artigos recentes

3 sinais de que você está pronto para começar um negócio

Quer começar um negócio, mas não sabe se está preparado para empreender? Talvez, você também esteja se perguntando se é o melhor...

Tempo de desaprender: entenda como isso pode impulsionar seu crescimento

O mundo está em constante transformação e quem não acompanha o ritmo acelerado das mudanças corre o risco de ficar para trás....

Como priorizar o cliente na minha estratégia de crescimento?

Quem acompanha o Negócio de Sucesso, provavelmente, já leu em algum artigo a frase "o cliente é rei". E não é à...

Perfil empreendedor? Confira os diferentes tipos e descubra o seu

No ano passado, o Brasil bateu o recorde no cadastro de novos empreendedores. Segundo dados do Sebrae, foram 2,6 milhões de registros...